EUA enviam nova missão para negociar com palestinos

Dois enviados do governo Obama retornarão ao Oriente Médio em meio a tentativas dos Estados Unidos de dissuadir os palestinos de apresentar um projeto de adesão de seu Estado à ONU, anunciou nesta terça-feira a secretária de Estado, Hillary Clinton.

"Nos próximos dias, enviarei à região David Hale (enviado americano para o Oriente Médio) e (o conselheiro especial do presidente Barack Obama) Dennis Ross", declarou Hillary em coletiva de imprensa.

Os dois diplomatas, informou Hillary, se reunirão com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e com o presidente palestino, Mahmud Abbas. Hale e Ross já estiveram na região na semana passada.

A secretária de Estado disse que ela mesma intensificou os contatos para tentar impedir que o presidente Abbas apresente sua solicitação na Assembleia Geral da ONU em uma semana, no dia 20 de setembro.

Os palestinos decidiram dirigir-se diretamente à ONU devido ao bloqueio das negociações com Israel há cerca de um ano. Os Estados Unidos pretendem bloquear com seu veto uma eventual iniciativa nesse sentido no Conselho de Segurança.

"As negociações diretas entre as partes são o único meio de chegar a uma solução duradoura. É uma via que passa por Jerusalém e Ramallah, não por Nova York", disse Hillary.