Ahmadinejad afirma que Irã não precisa de armas nucleares

WASHINGTON - O presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, insistiu nesta terça-feira que seu país não precisa de armas nucleares, frente a novas manifestações de preocupação sobre as ambições atômicas de Teerã.

"Não precisamos de armas nucleares e não as aceitamos", disse Ahmadinejad ao programa "Today Show", do canal americano NBC.

"Somos contra isto", completou.

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) se reúne esta semana em Viena para discutir, entre outros temas, as atividades nucleares do Irã, suspeito no Ocidente de desenvolver armas atômicas.

Em um relatório confidencial, do qual a AFP obteve uma cópia, a AIEA afirma que existe "crescente preocupação sobre a possível existência no Irã de atividades secretas relacionadas à questão nuclear no passado ou atualmente, envolvendo organizações relacionadas com a área militar".

As suspeitas mencionam "atividades relacionadas ao desenvolvimento de material nuclear para um míssil".

A República Islâmica insiste, no entanto, que suas atividades estão destinadas exclusivamente a desenvolver a capacidade nuclear energética.

"Esta é uma história antiga e reiterada", disse Ahmadinejad à NBC.

"Por princípio, somos contra as armas nucleares, porque isto é contrário a nossas crenças e a nossa ideologia", afirmou.

O Conselho de Segurança da ONU aplicou quatro séries de sanções ao Irã para que o país suspendesse o enriquecimento de urânio, um processo que pode produzir combustível para um reator, mas também ser usado para em uma ogiva nuclear.