Usina iraniana de Bushehr estará totalmente operacional em março

A primeira usina nuclear iraniana será ligada à rede nacional de geração de energia com sua capacidade máxima de produção de 1.000 megawatts ao fim do ano iraniano, em março próximo, informou esta segunda-feira um alto oficial atômico do Irã.

"Esperamos conseguir ligar a usina com força total ao sistema nacional até o fim do ano", disse Mohammad Ahmadian, vice-diretor da organização atômica iraniana encarregada de usinas nucleares. O calendário iraniano começa em 21 de março.

Ahmadian fez estes comentários durante cerimônia que celebrou a operação da central, construída pela Rússia na cidade portuária de Bushehr (sul), com 40% de capacidade.

"Dada a importância das questões de segurança, especialmente após o acidente em Fukushima, no Japão, daremos os próximos passos com paciência, precisão e em estrita conformidade com os padrões de segurança", acrescentou Ahmadian, citado pelo site da televisão estatal.

Suas declarações sugerem a possibilidade de um futuro atraso do projeto, inicialmente previsto para dezembro de 2010.

O encarregado do setor atômico do Irã, Fereydoun Abbasi Davani, afirmou esta segunda-feira que estabelecer uma data precisa para que a usina opere com força total estaria sendo deliberadamente evitado.

"Em vista da sensibilidade da questão da segurança, não queremos impor qualquer pressão aos nossos colegas ao anunciar uma data" para a operação total da central, afirmou, durante coletiva em Bushehr.

"Só depois que todos os testes forem realizados poderemos determinar precisamente a data na qual a central poderá alcançar sua potência total", disse o ministro russo de Energia, Sergei Shmatko, durante cerimônia em Bushehr.