México prende a primeira mulher acusada de liderar grupo de narcotraficantes

Forças militares do México prenderam a líder de uma unidade do cartel Los Zetas, a primeira mulher detida no país acusada de encabeçar um grupo de narcotraficantes.

Verónica Mireya Moreno Carreón, conhecida como "La Vero", era acusada de comandar o crime no município de San Nicolás de los Garza (1.000 km ao norte da capital mexicana, no estado de Nuevo León), desde a prisão de Raúl García Rodríguez em agosto.

San Nicolás de los Garza integra a área metropolitana do município de Monterrey (polo industrial do México), onde em 25 de agosto um grupo de criminosos do cartel Los Zetas incendiou um cassino e matou 52 pessoas, depois que o dono do local se negou a pagar uma extorsão.