Casa Branca aliviada após cerimônia do 11 de Setembro sem incidentes

As Ameaças de ataques da Al-Qaeda contra os Estados Unidos não se concretizaram ontem na cerimônia pelos 10 anos dos atentados do 11 de setembro e a Casa Branca manifestou o seu "alívio", mas ressaltou que a vigilância continua.

"Estamos aliviados que a cerimônia pelo 11 de Setembro tenha sido realizada sem incidentes", declarou o porta-voz da presidência, Jay Carney, durante a coletiva de imprensa diária.

"Nós nos manteremos vigilantes no dia seguinte" ao aniversário dos ataques que deixaram quase 3.000 mortos em 2001, acrescentou Carney.

O presidente Barack Obama fez um apelo a seus compatriotas neste fim de semana para que se mantivessem vigilantes, já que as autoridades afirmavam desde quinta-feira haver uma ameaça "plausível", mas "não confirmada" de atentados.

Na sexta-feira, a secretária de Estado, Hillary Clinton, revelou que a Al-Qaeda estava por trás desta nova ameaça. As autoridades acreditavam que um atentado com carro-bomba poderia ser cometido em Nova York ou em Washington no momento em que os americanos homenageassem as vítimas.