Piratas matam navegante francês no Iêmen

Um navegante francês que desapareceu de seu veleiro no Iêmen foi morto quando piratas assaltaram a embarcação. A esposa foi resgatada sem ferimentos, afirmou neste domingo uma fonte ligada à família.

A mulher, Evelyne Colombo, estava sozinha a bordo do catamarã Tribal Kat quando foi salva durante uma operação militar de um navio espanhol, o Galicia, encarregado de proteger a navegação no Oceano Índico.

O Galicia interceptou uma embarcação suspeita de estar envolvida no ataque ao veleiro francês, afirmou em um comunicado a marinha espanhola. Segundo o ministério da defesa espanhol, sete piratas foram presos durante a intervenção realizada em meio a um tiroteio.

Pessoas próximas ao casal disseram que a esposa foi informada no sábado da morte do marido de 55 anos. O corpo foi lançado ao mar e ainda não foi localizado. O veleiro lançou um pedido de socorro quando navegava em águas de reputação perigosa devido ao grande número de atos de pirataria que ocorrem na região, principalmente por parte de somalis.