Conselho vai manter contratos entre Brasil e Líbia, diz embaixador

O Conselho Nacional de Transição (CNT), que reúne os rebeldes líbios que devem ocupar o poder com a saída do ditador Muammar Kadafi, vai garantir o cumprimento de todos os contratos mantidos entre o governo líbio e o Brasil.

A afirmação foi passada ao Jornal do Brasil pelo embaixador brasileiro no Cairo, Cesário Melantonio, atual interlocutor do governo dilma com o CNT.

Por telefone, Melantonio disse ainda que, segundo o próprio presidente do CNT, os negócios mantidos co o Brasil prestam "serviços relevantes" na área da construção civil "ao povo e ao país" da Líbia. 

Entre as principais empresas brasileiras que mantém contracom com a Líbia estão a Petrobras, a Queiroz Galvão e a Odebrecht.