Vice-presidente dos EUA elogia coragem dos japoneses na reconstrução pós-tsunami

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, elogiou a coragem e a determinação dos japoneses durante uma visita à costa nordeste do arquipélago, devastada há cinco meses por um terremoto e um tsunami.

Biden é a principal autoridade americana a visitar a região de Tohoku, onde mais de 20.000 pessoas morreram ou são consideradas desaparecidas em consequência da catástrofe de 11 de março, que também afetou gravemente a central nuclear de Fukushima.

"Eu me sinto muito honrado de ter a oportunidade de visitar este lugar, diante de tanta devastação e tragédia", disse o vice de Barack Obama durante um discurso no aeroporto de Sendai, uma das cidades mais afetadas pela catástrofe.

Biden garantiu que a resposta do Japão ao que chamou de "tragédia francamente atroz" tem sido uma "demonstração de heroísmo, coragem, determinação e generosidade".

"Vim para expressar não apenas meu envolvimento e dizer 'faremos todo o possível para ajudar', mas também para afirmar quanto o presidente, eu mesmo e o povo americano admiramos o caráter de vocês".

Biden caminhou entre os escombros provocados pelo tsunami, formado após um terremoto de 9 graus de magnitude no Oceano Pacífico, parou diante de uma casa destruída, depositou flores brancas sobre pedras e respeitou alguns minutos de silêncio.

O governo dos Estados Unidos, que tem bases militares no Japão desde o fim da Segunda Guerra Mundial, transferiu 20.000 soldados e 160 aeronaves para participar nas tarefas de resgate e nas operações de reconstrução.

As tropas americanas conseguiram limpar os escombros e restabelecer os serviços no aeroporto de Sendai, na "Operação Tomodachi" (amigo).

Durante um encontro mais cedo em Tóquio, o primeiro-ministro Naoto Kan agradeceu a Biden a "enorme ajuda" do governo americano e manifestou o desejo de "reiterar a gratidão" em nome do povo nipônico.

Na quarta-feira, Biden visitará o quartel-general do Exército americano na base aérea de Yokota, ao oeste de Tóquio.