Ministro italiano: contratos são com a Líbia, e não com Kadafi

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, disse nesta terça-feira que espera que os contratos com as empresas do seu país sejam respeitados na era pós-Kadafi, de acordo com informações da rede Al Jazeera

Os interesses italianos na ex-colônia vão desde contratos bilionários em campos petrolíferos a setores de defesa e construção.

"Eles concordaram em honrar todos os contratos, incluindo aqueles com as companhias italianas, tomados pela Líbia", afirmou o ministro, referindo-se ao grupo rebelde baseado em Benghazi. "Os contratos da Itália são com a Líbia, e não com Kadafi", acrescentou.