Afeganistão: 19 mortos em ataque contra prédio do governo

Dezenove pessoas morreram neste domingo em um ataque suicida contra o gabinete do governador da província de Parwan, 50 km ao norte de Cabul, no momento em que ocorria uma reunião com assessores da Otan, segundo fontes oficiais afegãs.

Dezenove pessoas morreram e 37 ficaram feridas, a maioria delas civis, neste ataque suicida, anunciou à AFP um porta-voz do ministério do Interior afegão.

O ataque ocorreu quando o governador estava reunido com o vice-governador, um representante local dos serviços de inteligência afegãos e assessores da Otan, indicou à AFP o chefe da polícia de Parwan, Sher Ahmad Maladani, que também estava presente no encontro.

Um camicase explodiu um carro-bomba na entrada do complexo onde está o gabinete, abrindo passagem para homens armados, segundo Sidiq Sidiqi, porta-voz do ministério do Interior, que informou que estes combates, iniciados pouco depois das 11H00 local (03H30 de Brasília), já acabaram.

Morreram 14 civis e cinco policiais e ficaram feridos 33 civis e quatro membros das forças de segurança, indicou.

Uma fonte médica havia afirmado anteriormente que o número de mortos chegava a 16 e de feridos a 29.

Os talibãs multiplicaram recentemente os ataques contra locais estratégicos ou funcionários de alto escalão no Afeganistão.

A Otan, que apoia o frágil Estado afegão, deve transferir progressivamente até 2014 a responsabilidade pela segurança do país às forças afegãs e prevê retirar até esta data todas as suas tropas de combate.