Em Londres, gravadoras independentes são destruídas durante distúrbios

Várias gravadoras independentes classificaram de "desastre" nesta quarta-feira o incêndio que atingiu seu centro de distribuição em Londres, propriedade da Sony, provocado por vândalos que atacam a capital britânica nos últimos dias.

O incêndio, deflagrado na segunda-feira, destruiu completamente o depósito de 20.000 m² situado no norte de Londres e a fumaça ainda persistia nesta quarta-feira.

O prédio, utilizado pela Sony como depósito de CDs, DVDs e videogames, também servia a numerosas gravadoras independentes, como XL ou Domino, que distribuem música do grupo Artic Monkeys ou da cantora Adele.

"Foi um desastre para a comunidade musical", declarou à AFP a presidente da Associação Britânica de Música Independente, Alison Wenham.

"É um período difícil para nós, para nossos artistas, para o conjunto do setor independente, mas estamos determinados a sair disto da melhor maneira possível", disse Kenny Gates, presidente do grupo PIAS Recording, principal distribuidor de música independente na Grã-Bretanha.