UE condena o atentado de Oslo e o chama atirador de convarde

BRUXELAS - O presidente da União Europeia, Herman Van Rompuy, condenou nesta sexta-feira a "covardia" do atentado a bomba que destruiu a sede do governo norueguês, e expressou solidariedade ao primeiro-ministro Jens Stoltenberg.

"Ordeno, nos termos mais fortes, esses atos covardes para os quais não há nenhuma justificativa", declarou Herman Van Rompuy, dizendo-se, num comunicado, "profundamente chocado".

Um homem usando uniforme policial abriu fogo e feriu cinco pessoas nesta sexta-feira em um comício das juventudes trabalhistas em Utoeya, uma ilha na periferia de Oslo, informou a televisão pública NRK.