Chefe do UN-Habitat em NY diz que saneamento é desafio para o Rio

A diretora do Centro das Nações Unidas para Assentamentos Humanos, UN-Habitat, em Nova York, Cecilia Martinez, disse à Rádio ONU que o Rio de Janeiro continua enfrentado desafios na área de saneamento básico. De acordo com dados do IBGE, em alguns municípios do estado, até 98% dos moradores não têm acesso a esgoto tratado.

Nesta entrevista, a ex-chefe do UN-Habitat afirmou que as obras de saneamento na cidade e no estado do Rio de Janeiro têm que ser acompanhadas de melhorias em outras áreas.

Longo Prazo

“Parte da ideia é procurar melhorar não só a infraestrutura em geral de transporte e de vias de comunicação. Esta mesma via também deve levar justamente a infraestrutura de saneamento. Não é um trabalho só de longo prazo. Se você visita qualquer cidade, mesmo a cidade de Nova York, se observa o tempo todo que há sempre obras, sempre continuando, porque não é só fazer o trabalho pela primeira vez. Depois é preciso manutenção mesmo”.

Cecilia Martinez contou à Rádio ONU que antes de deixar o escritório da agência, onde trabalhou quatro anos, no Rio de Janeiro, ela se reuniu com autoridades locais para discutir os planos urbanísticos para as Olimpíadas de 2014 na cidade.