Alunos trocam aula por marcha pelo fim do terrorismo na Índia

Crianças de uma escola de Mumbai, na Índia, trocaram as lições em sala de aula nesta terça-feira por uma caminhada pelas ruas da cidade. Os estudantes produziram cartazes no colégio e logo após saíram em marcha para cobrar o fim dos ataques terroristas no país. Na última semana, pelo menos 18 pessoas morreram e mais de 130 ficaram feridas em um múltiplo atentado.

As explosões ocorreram em três pontos diferentes da populosa cidade, sendo duas delas no sul, uma em um mercado de joias e outra perto de um teatro de ópera, enquanto a terceira foi registrada nas imediações de uma estação de trens. O ataque aconteceu em áreas muito movimentadas e em um horário (durante a tarde) de grande fluxo de pessoas.

Apreensivos com a violência no país, os estudantes e professores cobraram medidas para garantir a paz. "Fique alerta Mumbai, fique vigilante, salve a sua cidade", dizia um dos cartazes feito por um menino. Outro garoto escreveu uma mensagem com o pedido de parar com as mortes de inocentes. "O mundo é para todos", afirmava o estudante.

O atentado reavivou a lembrança do ataque de novembro de 2008 realizado por um comando de dez terroristas, que causou a morte de 166 pessoas e foi atribuído pelas autoridades indianas ao grupo "Laskhar-e-Toiba", com base no Paquistão.