Barco da flotilha para Gaza interceptado pouco antes de zarpar de Creta

Um barco canadense da flotilha para Gaza foi interceptado dez minutos depois de zarpar de Creta, sul da Grécia, pela Guarda Costeira grega, informou uma das organizadoras do grupo canadense em Atenas.

O barco "Tahrir", com cerca de 40 pessoas a bordo, foi interceptado por "guarda costeiros armados minutos depois da partida", indicou a porta-voz à imprensa.

Na véspera, o ministro israelense das Relações Exteriores, Avigdor Lieberman, celebrou o bloqueio da flotilha internacional para Gaza e afirmou que a situação é resultado da "ação diplomática" de Israel.

Segundo o ministro, o bloqueio da frota na Grécia, de onde deveria zarpar com destino a Gaza, "é o resultado de contatos intensivos com os Estados da região e com a comunidade internacional".

O chefe da diplomacia israelense elogiou especialmente a atitude do Quarteto Internacional para o Oriente Médio (Estados Unidos, Rússia, União Europeia e ONU), que no sábado pediu a "todos os governos envolvidos" que usem sua influência para evitar a saída de qualquer nova flotilha.

A flotilha, composta por 10 barcos, quer romper o bloqueio imposto por Israel aos palestinos da Faixa de Gaza, controlada pelo movimento radical Hamas.