Vice-presidente afirma que Chávez não teve risco de vida

 

 Caracas - O vice-presidente da Venezuela, Elías Jaua, garantiu neste domingo que o presidente Hugo Chávez, operado em Cuba de um tumor canceroso, nunca esteve em risco de vida, e acredita que o presidente venezuelano vai se recuperar para tentar a reeleição em 2012.

"Independentemente da seriedade da doença, ele nunca esteve num quadro de risco de vida", disse Jaua numa entrevista ao jornal El Universal.

"Felizmente em nenhum momento passamos pela possibilidade de uma ausência definitiva do presidente", afirmou.

Jaua disse acreditar que Chávez, de Havana vai continuar assinando decretos e diretrizes do governo venezuelano. Ele vai continuar se recuperando e será o candidato do Partido Socialista Unido nas eleições de 2012, embora ainda não tenha uma data de retorno ao país.

"É claro que ele vai ser eleito novamete presidente em 2012" respondeu Jaua ao ser questionado sobre a candidatura de Chávez, no poder desde 1999, que meses antes de ficar doente havia declarado a intenção de disputar um terceiro mandato.

"Não há uma proposta de se pensar na sucessão de Chávez", explicou Jaua, descartando divisões dentro do chavismo.

Chávez, de 56 anos, comunicou ao país na quinta-feira que havia sido operado em Cuba de um tumor canceroso que exigia um tratamento cuidadoso e que espera ficar totalmente curado.

O chanceler Nicolás Maduro garantiu no sábado que os especialistas venezuelanos e cubanos conseguiram retirar o tumor e que os órgãos do presidente "estão em perfeito estado".

Neste domingo, seguidores de Chávez enviaram mensagens de recuperação durante uma marcha em Caracas.

Chávez, que continua em Cuba desde o começo de junho, passou por duas operações. A primeira por abscesso na zona pélvica, que permitiu identificar o tumor canceroso, cuja intervenção foi necessária e durou mais de seis horas.

O presidente venezuelano estava em visita oficial em Cuba no dia 8 de junho quando sentiu-se mal e, sob influência de Fidel Castro, seu mentor político, decidiu passar por uma série de exames médicos.