Exército sírio atua em várias cidades e prende opositores

NICOSIA, 3 julho 2011 (AFP) - O Exército sírio intensificou a repressão de opositores ao prender várias pessoas neste domingo e enviar tropas para a cidade de Hama, um dos núcleos dos protestos contra o regime.

Além disso, 100 tanques e veículos de transporte de tropas avançaram no sábado à noite para a localidade de Kifr Ruma, informou o diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos, Rami Abdel Rahman.

Os soldados também executaram detenções na região de Jabal al-Zawiyah na província de Idleb, segundo a mesma fonte.

Rahman, que vive em Londres e foi entrevistado por telefone pela AFP a partir de Nicosia, afirmou ainda que as forças oficiais atacaram a região de Jabal al-Zawiyah.

No sul do país, os soldados bloquearam os principais acessos ao centro de Hama, onde foram ouvidos intensos tiroteios durante a noite.

O presidente Bashar al-Assad destituiu no sábado o prefeito de Hama, após a manifestação de 500.000 pessoas contra o regime na sexta-feira na cidade.

Desde o início dos protestos, em 15 de março, mais de 1.300 civis morreram e mais de 10.000 pessoas foram detidas, segundo ONGs.