Síria: mais de 500 mil manifestantes tomam as ruas de Hama

Mais de 500 mil pessoas se manifestaram nesta sexta-feira em Hama, no centro da Síria, na "maior concentração" desde o início do movimento contra o regime do presidente Bashar al-Assad, afirmaram ativistas.

O presidente do Observatório sírio de direitos humanos, Rami Abdel Rahman, assegurou que "mais de 500 mil pessoas" marcharam nesta cidade situada 210 km ao norte de Damasco.

Trata-se da "maior manifestação (contra o regime) desde o início da Revolução na Síria" no dia 15 de março, acrescentou Abdel Rahman.

Um dos militantes indicou pouco antes por telefone à AFP que os manifestantes "vieram de todas as partes, de mesquitas e de localidades vizinhas".

A manifestação estende-se "a mais de um quilômetro" e não foi constatada nenhuma presença das forças de segurança, informou.

Slogans hostis ao regime eram lançados pelos manifestantes durante o protesto.