Hillary Clinton afirma que regime sírio tem pouco tempo

O regime do presidente sírio Bashar al-Assad tem pouco tempo, afirmou nesta sexta-feira a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, ao condenar os novos atos de violência em Alep, a segunda maior cidade da Síria.

A chefe da diplomacia americana, em visita a Vilna, a capital da Lituânia, criticou os ataques contra os manifestantes na quinta-feira e denunciou a incoerência do governo, que autorizou uma reunião da oposição antes de executar novas ações repressivas.

"Não parece que exista uma mensagem coerente e consequente na Síria. Permitir uma reunião da oposição em Damasco não é suficiente", disse Clinton após uma reunião com a presidente lituana, Dalia Grybauskaite.

"É absolutamente claro que ao governo sírio resta pouco tempo. Não há dúvidas a este respeito", completou.

A secretária de Estado afirmou ainda que a não ser que as autoridades sírias permitam um "processo político sério, a resistência organizada aumentará".