Batalhão da ONU do Nepal levou cólera ao Haiti, diz estudo

Capacetes azuis nepaleses levaram ao Haiti a cepa de cólera responsável pela epidemia que deixou mais de 5.500 mortos no país, segundo um estudo publicado em um relatório dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças Americanos (CDC).

A pesquisa, elaborada por uma equipe de médicos franceses, foi publicada pela revista "Emerging Infectious Diseases" de julho dos CDC.

É o primeiro estudo realizado fora do Haiti a indicar claramente uma correlação direta entre a chegada desse batalhão da ONU às imediações da pequena cidade de Mirebalais e a epidemia desencadeada no final de 2010.

"Houve uma correlação perfeita no tempo e no lugar entre a chegada dos soldados nepaleses, que vinham de uma região (no Nepal) que enfrentava um foco de cólera, e o surgimento dos primeiros casos na localidade de Meille, poucos dias depois", indicaram os autores do relatório.

"O isolamento de Meille, na parte central do Haiti, e a ausência de informações sobre a chegada de outros estrangeiros à região" tornam improvável que a cepa de cólera tenha chegado ao país "de outra forma".