Hillary Clinton faz visita surpresa ao Paquistão

 

ISLAMABAD - A secretária americana de Estado, Hillary Clinton, chegou nesta sexta-feira à Islamabad para uma visita surpresa ao Paquistão, no momento em que a relação bilateral está abalada pela operação de comandos dos Estados Unidos para matar Osama Bin Laden no território paquistanês.

A chefe da diplomacia americana se reunirá em Islamabad com o presidente Asif Ali Zardari, com o general Ashfaq Kayani, comandante das Forças Armadas, e com Ahmad Shuja Pasha, chefe dos serviços de Inteligência (ISI).

Hillary Clinton é acompanhada pelo almirante Mike Mullen, chefe do Estado-Maior americano.

A relação entre Washington e Islamabad se deteriorou após a morte do líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, em uma ação dos 'Seals' - a força de elite da Marinha - na cidade paquistanesa de Abbottabad, em 2 de maio passado. A operação não foi comunicada às autoridades paquistanesas.

A visita ocorre um dia após os Estados Unidos iniciarem a redução de sua presença militar no Paquistão, a pedido de Islamabad.

Ao menos 200 soldados americanos estão estacionados no Paquistão, onde ocupam essencialmente postos de instrutores para as tropas paquistanesas que combatem a rede terrorista Al-Qaeda e o Talibã.