EUA perdem sete militares no Afeganistão

WASHINGTON - Sete soldados americanos da Força da Otan no Afeganistão (Isaf) morreram nesta quinta-feira na explosão de uma bomba artesanal no sul do país, informou o Pentágono.

O porta-voz do Pentágono, coronel Dave Lapan, disse que os sete soldados foram mortos em duas explosões seguidas no distrito de Shorobak, na província de Kandahar, bastião histórico dos talibãs.

Este foi o incidente mais letal para a Isaf desde 27 de abril passado, quando oito militares (incluindo alguns oficiais) e um civil, todos americanos, morreram em uma base de Cabul vítimas de militar afegão.

Mais cedo nesta quinta-feira, outro militar da Isaf morreu no Afeganistão na queda de um helicóptero, no sudeste do país, em circunstâncias ainda não reveladas.

A Otan não informou a nacionalidade do militar e se era passageiro ou piloto do helicóptero.

As forças da Otan intensificaram nos dois últimos anos suas operações em Kandahar, província considerada crucial para estabilizar o Afeganistão.