Rússia: incêndio em depósito de munições provoca retirada em massa

Um incêndio e explosões em um depósito militar russo que continha 100.000 toneladas de munições causou nesta quinta-feira a retirada de milhares de moradores, anunciaram as autoridades russas.

O responsável regional, Ilchat Safuanov, disse que de 5.000 a 7.000 pessoas foram retiradas de vários povoados próximos.

"Todo o pessoal do depósito e os moradores da cidade foram retirados", declarou à AFP um porta-voz do Ministério de Situações de Emergência, Oleg Zugueiev.

O incêndio foi declarado às 07H30 GMT (04H30 de Brasília) no terreno de um depósito de munições próximo ao povoado de Urman, a 100 quilômetros de Ufa, principal cidade desta república do Volga, informou um porta-voz do Ministério russo da Defesa, citado pela agência Interfax.

O porta-voz completou que o fogo provocou explosões em cadeia nos depósitos de obuses e as chamas alcançaram as casas, apesar de não ter provocado vítimas, já que a retirada foi rápida.