Kim Jong-Il afirma ser favorável à 'desnuclearização' da Coreia

O ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-Il, declarou ser favorável a uma "desnuclearização" da península coreana, durante uma visita oficial à China, informou nesta quinta-feira a imprensa oficial chinesa.

"Esperamos que a situação seja apaziguada na península coreana, somos favoráveis ao objetivo de uma desnuclearização da península coreana, e convidamos para uma rápida retomada das negociações a seis", afirmou Kim, segundo palavras transcritas pela televisão estatal CCTV, referindo-se ao grupo de seis países que tentam negociar o fim do programa nuclear bélico norte-coreano.

O regime de Pyongyang, apoiado pela China, disse estar disposto retomar as negociações e renunciar ao programa nuclear, além de suspender os testes atômicos.

As duas Coréias, China, Estados Unidos, Japão e Rússia participam das negociações a seis, que a Coréia do Norte abandonou em abril de 2009.