Otan volta a bombardear Trípoli

TRÍPOLI - Fortes explosões sacudiram na madrugada desta quarta-feira a zona de Bab Al-Aziziya, no centro de Trípoli, onde está situado o quartel-residência do líder líbio, coronel Muammar Kadhafi, constatou a AFP na capital líbia.

Ao menos oito fortes explosões abalaram a região de Bab Al-Aziziya, já atacada intensamente na madrugada de terça-feira pela aviação da Otan.

O barulho dos aviões da Otan sobre Trípoli foi ouvido antes de três fortes explosões no setor de Bab Al-Aziziya, por volta das 23H00 local (18H00 Brasília), seguidas por mais cinco detonações minutos depois.

O setor de Bab Al-Aziziya foi alvo de um intenso bombardeio da Otan na madrugada de terça-feira, por mais de meia hora, que deixou três mortos e 150 feridos, segundo o regime de Kadhafi.

O bombardeio de terça-feira foi o mais violento desde o início da intervenção militar internacional na Líbia, no dia 19 de março. O ataque da Otan teve como alvo um quartel da Guarda Popular, unidade de voluntários de apoio ao Exército.

A Otan intensificou seus ataques após o anúncio da França de que enviará helicópteros para atingir alvos terrestres com maior precisão.

A intervenção internacional, determinada pelas Nações Unidas, visa a impedir a sangrenta repressão das tropas de Kadhafi sobre os rebeldes líbios.