Bactéria em verduras mata quatro na Alemanha

O ministério alemão da Agricultura anunciou nesta quarta-feira a morte de quatro pessoas que consumiram pepinos, tomates e alfaces contaminados com a bactéria Escherichia coli.

"As primeiras análises do Instituto Robert Koch indicam que o consumo de tomates, pepinos e alfaces" ao natural "são a origem dos recentes casos de infecção" por Escherichia coli, disse a ministra da Agricultura, Ilse Aigner.

As autoridades sanitárias alemãs registraram quatro óbitos de pessoas infectadas pela bactéria no norte e no nordeste do país. A Escherichia coli provoca hemorragia no aparelho digestivo.

O Instituto Robert Koch já identificou 140 casos de síndrome urêmica hemolítica (causada pela bactéria) em todo o país, mais do que o dobro registrado no ano de 2010 (65, com dois óbitos).

Os 140 casos foram identificados em apenas 15 dias, o que preocupa ainda mais as autoridades alemãs.

A Escherichia coli é transmitida ao homem pelo consumo de alimentos contaminados, como carne crua, leite e verduras.

No caso das verduras, as autoridades recomendam cozimento por ao menos 10 minutos para reduzir o risco de contaminação.