UE alerta que Al-Qaeda pode se apoderar de armas libanesas

BRUXELAS, 24 Mai 2011 (AFP) -A Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQMI) e outros grupos vinculados à jihad internacional podem se apoderar de armas libanesas "muito sofisticadas", dada a atual instabilidade no país, afirmou nesta terça-feira o coordenador da luta antiterrorista da União Europeia (UE).

"Vários temas nos preocupam", disse Gilles de Kerchove a deputados europeus reunidos em Bruxelas.

"A Líbia e o Iêmen tornaram-se Estados muito fracos, tribais, e correm o risco de se transformarem em lugares interessantes para a jihad internacional", acrescentou ele.

"As armas roubadas dos arsenais libaneses, algumas delas bastante sofisticadas, podem cair nas mãos da AQMI", alertou.

Kerchove também se referiu ao desmantelamento dos serviços de inteligência da Tunísia e do Egito, "porque eram o braço da repressão", e à "libertação de membros da jihad que seguem em atividade".