Líbia: Otan afirma ter atacado depósito de veículos militares

BRUXELAS - A Otan afirmou nesta terça-feira ter atacado durante a madrugada um depósito de veículos militares em Trípoli, perto da residência do ditador Muamar Kadhafi, depois que as autoridades líbias denunciaram o bombardeamento de um quartel, com um saldo de pelo menos três mortos e 150 feridos.

"Durante a noite, os aviões da Otan atacaram um depósito de veículos do regime adjacente ao complexo de Bab Al Aziziya", residência de Kadhafi, "com bombas teleguiadas de precisão", destacou a Aliança Atlântica em um comunicado.

"Este lugar é conhecido pela franca atividade no começo da repressão contra a população, em fevereiro de 2011, permanecendo assim desde então, reabastecendo as forças do regime que executam ataques contra civis inocentes", alega a nota.

"As forças de Kadhafi continuam representando uma ameaça aos civis, e continuaremos atacando alvos que estejam na origem desta violência", declarou o comandante das operações da Otan na Líbia, general Charles Bouchard, citado no comunicado.

Segundo o porta-voz do governo líbio, Musa Ibrahim, pelo menos três pessoas morreram e 150 ficaram feridas nos ataques da Aliança Atlântica contra Trípoli na madrugada de segunda para terça-feira.