AIEA dispõe de novas informações sobre programa nuclear iraniano

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) informou, esta terça-feira, ter recebido novas informações sobre "indícios" de que continuam algumas atividades "não declaradas" do controverso programa nuclear do Irã, que segundo suspeitas, tem fins militares.

Em um relatório confidencial obtido pela AFP, a AIEA informou que, desde seu último relatório, em fevereiro, "recebeu informações suplementares relacionadas a possíveis atividades relacionadas com o tema nuclear e não declaradas, que estão avançando".

"Há indícios de que algumas de suas atividades tenham podido continuar depois de 2004", contra o que se supunha antes, destacou a agência no documento.

A AIEA investiga há anos o interesse iraniano por atividades nucleares e há alguns assuntos não resolvidos, como a suspeita de que o Irã teria iniciado estudos para construir ogivas nucleares de mísseis, o que o Irã desmente.

O diretor-geral da AIEA, Yukiya Amano, escreveu ao líder do programa nuclear iraniano, Fereydun Abasi, para "reiterar suas inquietações" e "expressar a importância de que o Irã esclareça estes assuntos", destacou o relatório.

O Irã não respondeu, segundo um funcionário internacional ligado ao caso.