Chanceler italiano considera possível que Kadafi esteja ferido

ROMA - O chanceler italiano, Franco Frattini, afirmou nesta sexta-feira em La Bagnaia, norte da Itália, que considera possivelmente verdadeira a declaração do bispo de Trípoli de que o líder líbio Muamar Kadafi "encontra-se fora da capital e ferido".

"Não temos nenhum elemento sobre a situação atual de Kadafi. É provável a declaração do bispo de Trípoli, monsenhor Giovanni Martinelli, de que está possivelmente fora da capital e ferido", afirmou o ministro durante um encontro político.

Frattini ressaltou que o governo "não conhece o paradeiro" do líder líbio.

O ministro assegurou em uma entrevista ao jornal Il Corriere della Sera que tem "dúvidas" sobre as recentes imagens transmitidas por uma rede de televisão de Kadafi em Trípoli.

"Tenho dúvidas de que estas imagens tenham sido filmadas neste mesmo dia", acrescentou.

A televisão estatal líbia divulgou na noite de quarta-feira imagens do coronel Muamar Kadafi em uma reunião, as primeira depois de um bombardeio aéreo da Otan que, segundo seu governo, foi uma tentativa de assassiná-lo.

Segundo a televisão estatal, as imagens mostram uma reunião entre o coronel Kadafi e líderes tribais. Um funcionário líbio afirmou à AFP que as imagens foram gravadas às 19H30 (14H30 de Brasília) de quarta-feira.

Estas foram as primeiras imagens de Muamar Kadafi na imprensa oficial líbia desde 30 de abril, quando um ataque aéreo da Otan destruiu a casa de um dos filhos do coronel, Seif Al Arab, que morreu no ataque junto com três dos netos do líder líbio.