Manifestação antiamericana na cidade que serviu de refúgio a Bin Laden

ABBOTTABAD - Cerca de 300 opositores paquistaneses realizaram uma manifestação nesta quinta-feira contra o governo local e o seu aliado, os Esados Unidos, em Abbottabad, 10 dias após uma operação americana terminar com a morte de Osama bin Laden.

Os manifestantes seguravam fotos do líder da oposição Nawaz Sharif, que pediu na quarta-feira uma investigação independente sobre a presença e a morte do líder da Al-Qaeda na cidade.

"Fora, América, fora!", "Abaixo Obama! (o presidente americano, Barack Obama), "Abaixo Zardari! (o presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari), gritavam os manifestantes, que traziam também bandeiras verdes do partido de Sharif, o Partido da Liga Muçulmana-Nawaz (PML-N).

"As pessoas devem saber por quê o Exército paquistanês, que fica com a maior parte do orçamento nacional, não conseguiu proteger o país e sua soberania", discursou para a multidão um dos líderes do partido, Murtaza Javed.

Outro dirigente local, Sardar Aurangzeb Malhota, acusou o governo de corrupção e Zardari de ter acabado com a soberania do país.