Hillary Clinton: repressão na Síria é 'sinal de grande fraqueza'

NUUK - A repressão às manifestações na Síria é "um sinal de grande fraqueza" e não de poder, declarou nesta quinta-feira a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, em uma entrevista coletiva à imprensa na capital da Groenlândia.

O regime sírio, impassível diante dos protestos internacionais, intensificou nesta quinta-feira a repressão à revolta tomando o controle de outros povoados e efetuando centenas de detenções, enquanto líderes da onda de contestação convocaram uma nova manifestação para sexta-feira.

Hillary Clinton, que participou de um encontro com a imprensa ao lado de sua colega dinamarquesa Lene Espersen, ficará até a noite desta quinta-feira na Groenlândia, para uma reunião de ministros das Relações Exteriores do Conselho Ártico.