Iêmen: um manifestante morre e 40 são feridos em Sanaa

 

 

SANAA - Um manifestante morreu e pelo menos outros 40 ficaram feridos nesta quarta-feira no Iêmen por tiros de militares e civis, que abriram fogo contra milhares de pesoas que marchavam em direção à sede da presidência do governo em Sanaa, segundo fontes médicas.

Militares e civis dispararam contra a multidão com balas reais, explicou à AFP um dos organizadores, Taufik Al Himyari.

Um manifestante morreu "com um tiro no peito, perto do coração", declarou à AFP uma fonte médica do hospital de campanha instalado próximo à praça da Mudança, principal ponto de encontro dos manifestantes opostos ao regime de Sanaa.

Ao menos outros 40 manifestantes ficaram feridos a tiros, em muitos casos na cabeça ou no pescoço.

"Dezenas de pessoas ficaram feridas", disse uma testemunha.

A repressão do movimento de protesto contra o regime iemenita deixou mais de 160 mortos desde o fim de janeiro em todo o país, segundo um cálculo realizado pela AFP a partir de diferentes fontes.