Líbia: Misrata é palco de embates entre oposição e governo

Brasília – A terceira maior cidade da Líbia, Misrata,  foi palco ontem (8) e anteontem (7) de combates entre tropas do governo e integrantes da oposição ao governo do presidente Muammar Khadafi. Os embates ocorreram na região do porto da cidade,onde foi registrada uma  nuvem de fumaça preta, que saiu dos tanques de combustíveis, e o lançamento de bombas.

As tensões aumentaram na cidade, depois que o governo de Khadafi acusou as forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) de matar civis em um ataque aéreo contra áreas residenciais de Misrata.

Há cinco semanas, a Otan comanda operações militares na Líbia, na tentativa de pressionar Khadafi a abrir mão do poder. Os ataques foram autorizados pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de  proteger as populações civis na zona de exclusão aérea.

Nos recentes ataques, segundo a Otan, foram destruídos 16 depósitos de munição, cinco tanques e veículos militares. Paralelamente, Khadafi oferece às forças de oposição 50 mil dinares líbios (cerca de US$ 42.000) e moradia para que se unam a ele.