Obama diz que Bin Laden teve algum tipo de apoio no Paquistão

WASHINGTO - Osama bin Laden teve "algum tipo de rede de apoio" no Paquistão, que deveria ter sido investigada pelos serviços secretos do país, disse neste domingo o presidente americano, Barack Obama.

"Acreditamos que deve ter havido algum tipo de rede de apoio para Bin Laden dentro do Paquistão", afirmou Obama à rede de televisão CBS, segundo trechos de uma entrevista divulgados neste domingo.

"Não sabemos, entretanto, quem ou que tipo de rede era. Não sabemos se pode haver gente dentro do governo ou fora, e isso é algo que precisamos investigar - e, mais importante, é algo que o governo paquistanês precisa investigar", declarou o presidente.

O Paquistão já prometeu investigar, mas rejeitou a ideia de que extremistas islâmicos tenham encontrado um refúgio seguro em seu território. "Eles (os paquistaneses) indicaram que têm um profundo interesse em saber que tipo de apoio Osama bin Laden pode ter tido", acrescentou Obama.

"Mas estas são perguntas que não podemos responder três ou quatro dias depois do evento. Levará tempo até que possamos explorar as informações de inteligência que conseguimos coletar no local" onde Bin Laden foi encontrado, indicou.