Forças de segurança da Síria matam três manifestantes em Banias

NICÓSIA - Membros das forças de segurança mataram três mulheres que protestavam neste sábado na entrada de Banias, no noroeste da Síria, pedindo a libertação dos presos, contou à AFP um ativista dos direitos humanos.

"Cerca de 150 habitantes de Banias haviam se reunido na via expressa que vai de Banias a Latakia para pedir a libertação das pessoas detidas em Marqab, de onde vêm", explicou.

"Os membros das forças da ordem pediram a eles que se retirassem; diante de sua negativa em obedecer, abriram fogo, matando três deles e ferindo outros cinco", acrescentou.

Uma fonte militar afirmou neste sábado em um comunicado que "unidades do exército e das forças de segurança perseguiram hoje membros de grupos terroristas em Banias e nos arredores de Deraa (sul) com o objetivo de restabelecer a segurança e a estabilidade".

As forças de segurança "detiveram várias pessoas procuradas e apreenderam uma quantidade grande de armas que estes grupos utilizaram para agredir o exército e os cidadãos e aterrorizar os habitantes".