Síria: 26 manifestantes mortos em 'Dia do Desafio'

NICÓSIA - Pelo menos 26 manifestantes foram mortos pelas forças de segurança sírias no "Dia do Desafio" desta sexta-feira, em particular nas cidades de Homs, Hama, e na mediterrânea Jableh, declarou o grupo de Direitos Humanos Insan.

"O número de mortos de hoje é 26", afirmou o grupo em comunicado recebido pela AFP em Nicósia, acrescentando que 16 manifestantes foram mortos na cidade de Homs, 6 em Hama e dois em Jableh.

O comunicado não informou onde as outras duas mortes ocorreram.

Mas o grupo informou que o número de vítimas nas manifestações em toda a Síria nesta sexta-feira deve aumentar.

"Temos uma lista de mais 27 nomes. Estamos verificando no momento", afirma a breve declaração.

O número anterior de mortos, fornecido por ativistas e grupo de direitos humanos afirmava que 14 manifestantes foram mortos na sexta-feira, a maioria deles em Homs e Hama, e uma pessoa teria falecido na cidade costeira do norte de Latakia.

Já a agência SANA afirmou que "um grupo criminoso armado" abriu fogo contra um posto de controle conjunto da polícia e do exército em Baba Amr, em Homs, matando um oficial e quatro policiais".