Secretário para o Hemisfério Ocidental do governo americano deixará o cargo

WASHINGTON - O secretário para o Hemisfério Ocidental do Departamento de Estado norte-americano, Arturo Valenzuela, de 67 anos, prepara-se para deixar o cargo nos próximos dias. A informação é de autoridades dos Estados Unidos. Por enquanto não há definição sobre quem o substiturá na função.

As informações são da agência pública da Argentina, a Telam. Valenzuela ocupava o cargo desde 2009 e deverá voltar a dar aulas no  Centro para Estudos Latino-Americanos na Universidade de Georgetown, em Washington.

Nos quase dois anos em que ocupou o cargo, ele enfrentou vários desafios, sendo que o maior deles foi negociar o fim do impasse envolvendo Honduras. Em setembro de 2009, o ex-presidente Manuel
Zelaya foi deposto do poder por uma ação coordenada por integrantes das Forças Armadas, do Judiciário e do Legislativo.

Valenzuela foi até Honduras negociar um acordo com o governo provisório para resolver a crise instaurada no país com a saída de Zelaya. Em seguida, ele passou a conduzir as conversas entre as autoridades hondurenhas e a comunidade internacional.

Durante o governo do ex-presidente Bill Clinton, Valenzuela foi assessor especial da Casa Branca, diretor de Assuntos das Américas do Conselho de Segurança Nacional e subsecretário de Estado para Assuntos do Hemisfério Ocidental no Departamento de Estado.