Marcha contra a violência no México dirige-se à capital

CUAJUMILCO - Liderados pelo poeta Javier Sicilia, aproximadamente 500 mil pessoas retomaram nesta sexta-feira, em Cuajumulco, (centro de México), o segundo dia de marcha silenciosa em protesto contra a violência e que segue em direção à capital, onde haverá uma grande concentração, domingo.

A chamada "Marcha pela Paz com Justiça e Dignidade" está percorrendo os 90 km que separam a turística Cuernavaca (Morelos, centro) da capital para exigir dos cartéis da droga o fim de seus ataques e, ao governo, que deixe de utilizar o Exército para combatê-los.

Os participantes esperam que mais pessoas se unam à marcha, no trajeto para a capital, onde será realizada grande manifestação na praça central do Zócalo.