Casa Branca diz que avaliação da S&P mostra necessidade de reforma fiscal

A Casa Branca afirmou nesta segunda-feira que a redução da perspectiva da dívida dos Estados Unidos pela agência de avaliação S&P mostra que o país precisa alcançar um acordo sobre a reforma fiscal.

A revisão de "estável" para "negativa" da perspectiva "recorda que é importante que alcancemos um acordo sobre uma reforma fiscal", afirmou o porta-voz do presidente Barack Obama, Jay Carney.

A agência de classificação de risco Standard and Poor''s (S&P) rebaixou de "estável" para "negativa" a perspectiva da dívida soberana dos Estados Unidos devido a seu déficit orçamentário, elevado endividamento e a falta de uma política clara para remediar a situação.

"Como os Estados Unidos se classificam, na comparação com outros países, como ''AAA'' com o que nós consideramos um déficit orçamentário muito importante e um nível de dívida governamental em alta e como o caminho para tratar (os problemas) não está muito claro, revisamos nossa perspectiva sobre a classificação a longo prazo de ''estável'' para ''negativa''", afirma a S&P em um comunicado.