Hillary Clinton promete firme apoio dos EUA ao Japão

TÓQUIO - A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, prometeu neste domingo um firme apoio dos Estados Unidos ao Japão, país atingido por uma série de catástrofes, por ocasião de uma visita simbólica de algumas horas destinada a dar um novo impulso ao vínculo entre os dois aliados.

Hillary anunciou, além disso, que as empresas americanas estão dispostas a participar do esforço de reconstrução no nordeste do arquipélago devastado em 11 de março por um potente terremoto seguido de tsunami.

Depois de uma entrevista com o ministro das Relações Exteriores, Takeaki Matsumoto, a secretária americana foi recebida pelo imperador Akihito e a imperatriz Michiko, uma audiência excepcional para um domingo e reservada geralmente apenas para os chefes de Estado.

"Lamento muito tudo que aconteceu a seu país", afirmou Hillary, depois de apertar a mão do imperador e beijar a imperatriz no rosto, quebrando o protocolo japonês que estipula uma reverência.

Pouco depois, Hillary manteve um encontro com o primeiro-ministro, Naoto Kan, que expressou-se "em nome de todo o povo japonês" para agradecer pela ajuda dos Estados Unidos nas regiões sinistradas. "Jamais esqueceremos e recordaremos por muito tempo o sólido apoio que os Estados Unidos nos proporcionaram".

"Confiamos na capacidade do Japão em manifestar nos próximos meses a resistência que vimos durante a crise. Nós nos comprometemos uma vez mais a proporcionar um firme apoio à reconstrução do país", declarou Clinton.