Justiça chilena ordena a exumação do corpo de Salvador Allende

Intenção é descobrir se o ex-presidente foi assassinado pu se suicidou

 

SANTIAGO - O juiz Mario Carroza ordenou nesta sexta-feira (15) a exumação dos restos do ex-presidente socialista chileno Salvador Allende para esclarecer se ele foi assassinado no golpe de Estado de Augusto Pinochet em 1973 ou se suicidou, como afirma a versão histórica.

O juiz ordenou a diligência depois de aceitar um pedido da família do ex-presidente e a exumação deve ser realizada durante a segunda quinzena de maio, segundo confirmou um porta-voz do Poder Judiciário.

Depois da exumação, o corpo será submetido a perícias por parte do Serviço Médico Legal, destinadas a esclarecer as causas de sua morte.

"Isso vai permitir esclarecer definitivamente um aspecto que no curso da história não foi pacífico", afirmou a advogada da família Allende, Pamela Pereira, à AFP.

Allende foi submetido a uma necropsia no hospital Militar de Santiago depois de sua morte em meio ao bombardeio aéreo e terrestre ao palácio presidencial de La Moneda, em 11 de setembro de 1973.

As autoridades da época, com base principalmente no testemunho de um médico que viu o cadáver, afirmaram que Allende se suicidou, apesar de sua morte nunca ter sido alvo de uma investigação judicial.