Ex-ministro líbio da Energia foge para a Europa e se une à oposição

O ex-ministro líbio da Energia, Omar Fathi Ben Shatwan, revelou à AFP que fugiu para a Europa do cerco da cidade de Misrata, num barco de pesca, e se uniu à oposição a Muamar Kadafi.

"Kadafi não tem nenhum futuro", afirmou Ben Shatwan, ex-ministro da Indústria, que foi titular da Energia de 2004 a 2006, quando a Líbia começou a autorizar a exploração de seus recursos petrolíferos a grandes companhias estrangeiras.

Ele acusou Kadafi e sua família de terem recebido comissões milionárias ilegais da indústria do petróleo e afirmou que existe um tesouro "escondido".

Para Shatwan, outros membros do regime querem abandonar Kadafi, mas têm "medo".

"Nenhum ministro apoia o regime", declarou, depois de prometer que ajudará a oposição "com todos os meios ao alcance".

Após uma travessia de 20 horas na embarcação, o ex-ministro líbio chegou secretamente a Malta na sexta-feira passada e sua presenção não foi divulgada.

Aceitou fazer declarações à AFP desde que não fosse revelado o local onde está.