UE impõe novas sanções contra governo da Costa do Marfim

BRUXELAS - A União Europeia (UE) decidiu nesta quarta-feira impor novas sanções contra o "governo ilegítimo" de Laurent Gbagbo ante a "gravidade da situação" na Costa do Marfim.

Os europeus proibiram a compra de bônus e títulos do "governo ilegítimo" de Gbagbo, assim como a concessão de créditos.

A UE incluiu ainda mais uma pessoa na lista de indivíduos proibidos de viajar à Europa e que tiveram os bens congelados, mas não revelou a identidade.

Laurent Gbagbo, que não admite a derrota na eleição de novembro, está entrincheirado em sua residência oficial, contra a qual as forças do presidente reconhecido pela comunidade internacional, Alassane Ouattara, iniciaram uma ofensiva final.