Parlamento sírio vai abolir lei de emergência em maio

DAMASCO - O Parlamento sírio deve aprovar, no início de maio, várias leis que supostamente liberalizarão o regime, incluindo a que suspende a lei de emergência, afirmou nesta quarta-feira um dirigente ligado ao poder.

"Haverá uma sessão extraordinária de 2 a 6 de maio na qual serão adotadas leis de caráter político e social que farão parte das reformas desejadas pelo chefe de Estado Bashar al Assad", declarou a fonte à AFP. "Entre elas, figura a nova legislação que substituirá a atual lei de emergência", acrescentou.

A abolição da lei de emergência, em vigor desde 1962 e que limita consideravelmente as liberdades públicas, é uma das principais reivindicações dos manifestantes que reclamam há mais de três semanas uma democratização do regime.

Frente ao movimento de protesto sem precedentes, as autoridades sírias se declararam dispostas a adotar reformas.