Otan admite dificuldades por causa de escudos humanos usados na Líbia

TRÍPOLI - A Otan admitiu nesta quarta-feira as dificuldades causadas pelo uso de escudos humanos por parte das tropas leais ao coronel Muamar Kadafi, que se misturam com a população local para avançar em áreas nas mãos dos rebeldes.

"As forças governamentais líbias empregam táticas não convencionais, se misturam nas estradas com o trânsito normal e usam civis como escudos para poder avançar", declarou à imprensa o contra-almirante britânico Russ Harding, comandante adjunto da operação "Protetor Unificado".

O oficial admitiu que existem dificuldades para destruir um tanque em zonas habitadas sem ferir os residentes.

As forças da Otan tentam ser particularmente cuidadosas para evitar vítimas civis que se encontram nas zonas de combate devido à tática das forças leais, assegurou Harding.

"Como não estamos autorizados a empregar forças terrestres, temos um limite físico", concluiu.