Líbia: Otan diz que 30% das forças aliadas a Kadafi foram destruídas

Brasília – A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) informou hoje (5) que 30% das forças aliadas do presidente da Líbia, Muammar Kadafi, foram destruídos até o momento. A informação é do comandante da Otan, o general canadense, Mark Van Uhm. A organização assumiu o comando dos ataques aéreos no país seguindo orientações das Nações Unidas (ONU), que aprovaram a intervenção militar na região em defesa dos civis.

As aeronaves da Otan fizeram 851 ações nos últimos seis dias. Até então, as operações estavam sob o comando das forças aliadas lideradas pelos Estados Unidos, pela França e pelo Reino Unido.

Segundo Mark Van Uhm, ontem (4) os aviões da Otan lançaram 14 ataques contra alvos no solo, destruindo radares, depósitos de munições, veículos blindados e um lançador de mísseis.

Ele disse que as forças aliadas a Khadafi mudaram de tática nos últimos dias em resposta aos ataques da Otan. De acordo com o general, os aliados do líbio agora usam escudos humanos para impedir os ataques contra blindados.

O general afirmou que 75% dos voos comandados pela Otan regressaram sem fazer lançamentos de bombas ou mísseis por dificuldades para distinguir civis de tropas fiéis ao regime.