Forças leais ao atual presidente pedem cessar-fogo na Costa do Marfim

ABIDJAN - As forças leais ao atual presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, pediram nesta terça-feira um cessar-fogo à Onuci, a missão da ONU no país, anunciou o chefe do Estado-Maior, general Philippe Mangou.

"Depois de um bombardeio das forças francesas de algumas de nossas posições, nós mesmos interrompemos os combates e e pedimos ao general comandante da força da ONU um cessar-fogo", afirmou o general Mangou.

"Este cessar-fogo permitirá proteger a população, os militares, por conseguinte (...) o presidente da República e sua família, assim como os membros do governo (de seu primeiro-ministro Gilbert Aké N'gbo)", prosseguiu.

As forças de Alassane Ouattara, presidente reconhecido pela comunidade internacional, iniciaram "o assalto final" na noite de segunda-feira contra o regime de Gbagbo, ajudadas por bombardeios da ONU e das forças francesas.