Costa do Marfim: premier francês confirma que generais de presidente negociam rendição

PARIS - O primeiro-ministro francês, François Fillon, declarou nesta terça-feira no Parlamento que dois generais ligados ao ex-presidente marfinense Laurent Gbagbo negociam atualmente as condições de uma rendição.

"O ministro das Relações Exteriores de Laurent Gbagbo e seu comandante do Estado-Maior se refugiaram ontem (segunda-feira) na embaixada da França e pediram esta manhã o fim dos combates", disse.

"Neste momento, dois generais próximos ao ex-presidente Gbagbo estão negociando as condições de uma rendição", declarou Fillon, que não revelou as identidades dos militares.

Gbagbo parece viver nesta terça-feira suas últimas horas no poder, entrincheirado em sua residência de Abdijan ante os ataques das forças do rival Alassane Ouattara, o presidente reconhecido pela comunidade internacional. O comandante do Exército de Gbagbo pediu um cessar-fogo.