Após ficar 1 ano perdida no Afeganistão, cadela recebe medalha na Austrália

MELBOURNE - Uma cadela labradora foi condecorada nesta terça-feira, na Austrália, por seus serviços como farejadora de bombas no Afeganistão. Sarbi, 9 anos, recebeu a Cruz Roxa da RSPCA ("Sociedade Real para Prevenção da Crueldade contra Animais", em inglês) no Memorial de Guerra Australiano, em Canberra.

Enquanto estava no Afeganistão, Sarbi desapareceu, em setembro de 2008, após uma batalha entre as forças de coalizão e o Talibã, segundo o jornal The Daily Telegraph. No combate, nove soldados australianos ficaram feridos, inclusive seu adestrador, identificado apenas como sargento D. Sarbi foi encontrada 13 meses depois, e se reuniu novamente com seu dono.

O chefe do exército, tenente-general Ken Gillespie, disse que estava muito orgulhoso do "profissional e dedicado trabalho de nossos engenheiros de combate e adestradores de cães, e o papel vital que eles desempenham ao manter nossos soldados vivos". "Estou encantado que a RSPCA tenha escolhido Sarbi, e, por extensão, todos os cães que trabalham para o exército e seus adestradores", afirmou.

"Não há dúvida de que Sarbi mostrou uma incrível resistência e força que devem ser reconhecidas", afirmou a presidente nacional da RSPCA, Lynne Bradshaw. Como o sargento D. não pôde se identificar, Sarbi foi acompanhada na cerimônia pelo cabo Adam Exelby, instrutor na Escola de Engenharia Militar em Sydney.

Sarbi foi o nono cão a receber o reconhecimento da instituição. Antes, ela já havia sido reconhecida por seus esforços com uma medalha. A cerimônia foi assistida por alguns dos mais altos militares da cidade, além de 100 crianças de escolas primárias.